segunda-feira, 2 de novembro de 2009

OLHA MÃE, SEM APONTADOR!






Não é nenhuma novidade que há muito tempo colorizo digitalmente, mas a questão de um mês pra cá por questões de espaço físico onde me encontro atualmente decidi incorporar também ao processo de produção digital os rafes e a arte final. Não pensei que iria curtir tanto em desenhar só com a tablet pois no começo foi meio desastroso, com um festival de tremidas e traços seguindo direções erráticas mas aos poucos tornou-se uma experiência muito prazerosa e cada vez mais aumento a velocidade nesse processo.


Com certeza não vou abandonar a folha, grafite e nanquim de verdade, pois é eterno o treino dos fundamentos do traço, mas pretendo intensificar ainda mais o processo digital. Mas o legal é que com a visão dessa outra forma de técnica acabo desenvolvendo certas percepções ao meu traço tornando-o mais dinâmico e reduzindo as linhas supérfulas. 


Acima, alguns rafes para um livro de história e arte final de HQ que colaborei recentemente.




O único problema é que logo logo vou ter que aposentar minha boa e velha Wacom de quase 10 anos e substituir por uma mais novinha e carinha...

2 comentários:

  1. Olha só quem esta prestes a ser engolido pelos computadores!

    hahaha... primeiro começa scanneando, depois da uma tratadinha.. depois pinta
    no final nem se lembra como segurar um lápis. rss..

    ......

    Eae seu Ferrara? Como é que tá?
    Queria ter ido no lançamento do taikodom.

    Estou a morar cá em lisboa, pa! Vim conhecer o bacalhau!

    Quer que manda um abraço pra familia? rss..

    já vou me indo.
    um abração!

    ResponderExcluir
  2. Fala menino!

    É o avanço da tecnologia, ora pois.
    Um dia eu ia cansar de gastar tanta grafite, então resolvi gastar memória ram já que não faz sujeira pra apagar, eheheeh.

    Cacilda, quer dizer que tu estás na terra de Cabral? Foda-se o caraças! Que foi fazer aí? Comer pastel de belém? Guarda um pra mim.

    Deixas de ser larila aí com os alfacinhas ou tu vai te meter em sarilhos, ó pá.

    Ora bem, põe te a pau e vamos a isso, percebeste?

    Pra minha família pode dizer que tô precisando de grana, isso já ajuda, eheheh

    Abração enorme seu nojento!
    sAUDADES.

    fERRARA

    ResponderExcluir